A artista Patrícia Secco apresenta sua Metamorfose no Museu do Meio Ambiente

//A artista Patrícia Secco apresenta sua Metamorfose no Museu do Meio Ambiente

 A carioca artista plástica Patrícia Secco apresenta seus novo trabalhos nesta terça-feira (05/04) a exposição “Metamorfose”, no Museu do Meio Ambiente, no Jardim Botânico. A artista expõe duas séries de aquarelas, Casulos e Revoadas, e uma grande instalação que retrata, em quatro parte (OvoCasuloLagarta e Borboleta), o ciclo da metamorfose.

“Eu quis reciclar as cápsulas, que tem cores vibrantes e são feitas de metal, pois se não reciclar elas duram milhares de anos para se desfazer. E como têm um visual lindíssimo, resolvi transformá-las em arte. Ao mesmo tempo não queria que fosse óbvio para quem vê. Então viraram esculturas de lagarta, borboletas e casulos”, explica a artista.

O ciclo das borboletas é representado na exposição Metamorfose de Patrícia Secco

O ciclo das borboletas é representado na exposição Metamorfose de Patrícia Secco

IMG_4403 (Custom)

Os casulos da Metamorfose

image002 (Custom)

Borboletas em profusão na Metamorfose

image004 (Custom)

Metamorfose de Patricia Secco no Museu Meio Ambiente

Sobre seu trabalho, Feliz Angel (curador e coordenador do Centro Cultural BID, em Washington, e editor de artes latinoamericanas da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos) escreveu: “As belas superfícies de Patrícia Secco me lembram tecidos sedosos e macios, nos quais a cor nunca é o que pensamos, e seus valores dependem da direção e da qualidade de luz que os atingem. Pinceladas coloridas, como assinaturas imprecisas, como palavras que sussurram, jazem por detrás das camadas de tinta. Os olhos do espectador vagueiam por elas tentando decifrar sua falta de familiaridade, como se perdido sem referência em uma floresta”.

Comentários