IMS RIO EXIBE RETROSPECTIVA DE JOAQUIM PEDRO DE ANDRADE

On 9 de outubro de 2018 by Ze Ronaldo

Por ocasião dos 30 anos do falecimento de Joaquim Pedro de Andrade (1932-1988), o IMS Rio exibe, a partir desta quinta-feira (11), uma mostra dedicada ao diretor. A retrospectiva abarca a sua filmografia completa em película, composta por 14 títulos. Todos os filmes serão exibidos em cópias restauradas em 35 mm.  Em cartaz até 24 de outubro, a programação evidencia as várias facetas da obra de Joaquim Pedro, diretor que, em diferentes formatos e estilos, se dedicou a refletir sobre as contradições do Brasil.

Um dos destaques da mostra é a sessão de Guerra conjugal (1975), no dia 17 de outubro, às 19h. Após a exibição, haverá um debate sobre as personagens femininas nos filmes de Joaquim Pedro de Andrade. A conversa contará com a participação da crítica literária Heloísa Buarque de Hollanda e das atrizes Ítala Nandi e Cristina Aché, que comentarão sua participação nas obras do diretor. As duas atuaram em Guerra conjugal e O homem do pau-brasil. Cristina também participou do curta Vereda tropical.

A programação também inclui uma aula sobre o filme Macunaíma (1969), ministrada por Carlos Augusto Calil, docente do departamento de cinema da ECA-USP. A aula será realizada no dia 21 de outubro, após a projeção do filme, marcada para as 16h. O pesquisador relembrará a importância de Macunaíma, filme baseado na obra homônima de Mário de Andrade.

No conjunto de títulos apresentados, uma característica marcante é o diálogo do diretor com a literatura. Ao longo de sua carreira, o cineasta realizou diversas adaptações literárias, sempre optando por uma postura crítica em relação às suas fontes inspiradoras. Segundo a pesquisadora Meire Oliveira, já em seu primeiro longa de ficção, O padre e a moça, baseado em um poema de Carlos Drummond de Andrade, “o cineasta parece afirmar, acima de tudo, que nunca faria uma simples adaptação literária; ao contrário, sempre buscaria uma alternativa questionadora de temas, estéticas e linguagens”, pontua em artigo publicado na edição de outubro da revista de cinema do IMS.

veja programação no site do IMS RIO

Fotos Arquivo

Joaquim Pedro de Andrade

Comentários