A empresária Sissi Freeman da Casa Granado abre espaço na sua agenda e responde para o “Quarenta Views”

/, Barão Rony Müller/A empresária Sissi Freeman da Casa Granado abre espaço na sua agenda e responde para o “Quarenta Views”

A empresária Sissi Freeman da Casa Granado abre espaço na sua agenda e responde para o “Quarenta Views”


A empresária Sissi Freeman, diretora de marketing e vendas da Casa Granado que inclui também a marca Phebo.  Casada e mãe de duas filhas, Sissi tem muito para celebrar esse ano e mesmo com pandemia.  A marca montou uma linda exposição no Museu Histórico Nacional e editou um livro comemorativo dos 150 anos da Casa Granado.   

Com a expansão da Casa Granado no mercado internacional a quarentena do Covid -19 forçou uma pausa em alguns setores do ambiente na gestão de negócios.  O mercado não pode parar e Sissi enfrenta a crise mundial e fala para o site como tem sido essa batalha.

1) Quais são as mudanças no mercado varejista que você já pode sentir nesse momento e que vão permanecer em futuro próximo?

Fechamos todas as nossas lojas físicas no dia 15 de março e desde então as vendas no site cresceram mais de 500%. Acreditamos que esta mudança do consumidor para o online se manterá após a pandemia e estamos investindo bastante para que ela se mantenha como a loja de maior venda.

2) A venda pela internet tornou-se uma realidade a Casa Granado irá cada vez mais investir nessa plataforma?

Sim. A venda pela internet vem crescendo muito nos últimos anos e acreditamos que a pandemia acabou atraindo novos consumidores para o online. O site é hoje a nossa loja de maior faturamento e com o fechamento das lojas físicas nossos investimentos em mídias estão 100% focados no online. Temos produtos e promoções exclusivas além de um programa de fidelidade que faz o site ser cada vez mais atrativo para os clientes.

3) A presença da loja física em outros países da Casa Granado é um ponto a reconsiderar por agora?

Começamos o nosso projeto de expansão internacional há 6 anos no Le Bon Marche e hoje temos 3 lojas físicas em Paris e pontos de venda importantes na Europa como Sephora, Ines de la Fressange, Galeries Lafayette Champs Elysee e Casa Pau Brasil, entre outros. Temos investido bastante na construção das marcas Granado e Phebo no continente com eventos, assessoria de imprensa e o nosso site europeu.  Pretendíamos abrir mais duas lojas até o final do ano, mas com a pandemia estes planos estão paralisados.

Este ano é um ano muito importante para a marca, já que estamos comemorando os nossos 150 ano. Lançamos um livro comemorativo com a editora Assouline em Paris em inglês e português. Pretendemos levar uma versão pocket da exposição que está no Museu Histórico Nacional para Portugal,  e assim que os mercados forem reabrindo, retomaremos projetos como o lançamento da bolsa edição limitada da bolsa Olympia Le Tan com estampa da nossa clássica fragrância Carioca.

4) O álcool gel é um produto hoje muito valorizado e  existe a possibilidade dele entrar na linha de perfumaria?

Sim. Lançamos em tempo recorde álcool gel 70 e álcool liquido 70 e pretendemos mantê-los no nosso portfólio.

Sissi Freeman

5) Os sabonetes em barra e líquidos sempre foram um produtos de ligado a Casa Granado podemos esperar mais novidades?

Sim. Na linha da Granado acabamos de lançar versões em embalagem refil do nosso clássico sabonete de glicerina na versão tradicional, erva doce e mel. Na linha da Phebo, recentemente mudamos as embalagens, lançamos fragrâncias novas e refil. Na linha Origens, temos novas versões Mandarina Asiática e Gerânio Bourbon dos nossos sabonetes cremosos além das versões liquidas de todas as fragrâncias, inclusive das best-sellers limão siciliano e alfazema.

6) Com covid 19 quais são as ações que a Casa Granado está apoiando e impulsionando neste momento?

Este mês, 10% das vendas no site serão doadas para o projeto União Rio Contra o Corona. Em parceria com a UNICEF doamos 4 toneladas de sabonete liquido para comunidades e hospitais cariocas como o Hospital Miguel Couto.

Sissy Freeman

 

Comentários